Posts com Tag ‘trânsito’


A nova lei que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas por motoristas está há um mês em vigor e continua sendo questionada quanto a sua eficácia. Mesmo assim, muitos motoristas já mudaram seus hábitos, e para melhor. Infelizmente é só através de leis enérgicas que os brasileiros começam a ser mais responsáveis pelos seus atos. Bastou falar em multa e prisão para os condutores deixarem seus caros em casa e ir para o bar ou ficar em casa e beber.

Quem diz estar perdendo com a Lei Seca são os bares e restaurantes. Ao invés de reclamar, os donos de estabelecimentos que tem grande parte do seu lucro vendendo bebidas alcoólicas devem encontrar maneiras de conscientizar seus freqüentadores a voltar para casa com segurança. Uma parceria com taxistas, vans e empresas de transporte coletivo pode ser uma boa idéia. Além disso, o próprio bar pode ter seu automóvel leva e trás.

Uma coisa é certa, se antes o motorista freqüentava lugares que tinham estacionamento para deixar seu veículo, agora ele vai buscar aqueles que oferecem uma maneira de levá-los embora. Os estabelecimentos comerciais não podem ser tão egoístas, pensar apenas no lucro e esquecer que o maior bem que possuímos está em jogo: a vida. As pessoas não foram proibidas de beber e sim de dirigir bêbadas, o que é totalmente diferente. Por isso, os donos desses locais devem usar da criatividade para não perder a clientela.

Agora é a hora dos taxistas diminuírem as suas tarifas e das empresas de ônibus colocar alguns veículos para circular no horário da madrugada. Deste modo ninguém sairá perdendo, pelo contrário, haverá criação de novos postos de trabalho.

Durante muito tempo o governo foi questionado quanto à segurança no trânsito e agora que uma lei destas foi aprovada e diversos policiais estão realizando uma fiscalização eficaz nas estradas do país, algumas pessoas começam a questioná-la. Correta ou não, o fato é que o número de acidentes de trânsito causados por motoristas embriagados caiu drasticamente. Muitos deixaram de morrer e outros tantos de se machucar. Diminuíram as cenas absurdas de motoristas que bebem e não conseguem assoprar o bafômetro.

Ao mesmo tempo criou-se outro problema, a venda de bebidas caiu e os comerciantes reclamam dos prejuízos. Outros argumentam que o número de acidentes diminuiu porque os condutores estão com medo de saírem motorizados devido à nova lei. Só deve temer quem bebeu e não quem possui um veículo. A Lei da Tolerância Zero não vai terminar com os acidentes, muito pelo contrário, enquanto continuar a se investir pouco na melhoria das estradas e da sinalização diversas pessoas vão se acidentar.

Imagem: Divulgação

Dificilmente alguém nunca sofreu um acidente de trânsito ou não teve um parente ou amigo que morreu vítima de tanta violência sobre rodas. No dia primeiro de janeiro do ano passado fui ao velório de um amigo de 21 anos, morto pela própria impudência. Após comemorar o ano novo com muita cerveja, resolveu dar uma volta de moto e, ao fazer uma ultrapassagem perigosa, acabou colidindo em um carro que vinha na pista contrária. Ele morreu na hora. O pior é que seus familiares tiveram que velá-lo com o caixão fechado, tamanho foi o choque que seu corpo sofreu.

A morte de um jovem revolta e ao mesmo tempo ensina uma dura lição: definitivamente bebida e direção não combinam. A mãe desse rapaz nunca mais teve a mesma vida, afinal nenhum pai quer enterrar o seu filho.

Se você costuma dirigir após um pileque coloque-se no lugar de seus pais. Toda vez que o filho sai de casa para uma balada eles não dormem de tanta preocupação. Dirigir é antes de tudo sinônimo de responsabilidade. Não queira ser mais um número na estatística de mortes no trânsito. Queira ser um exemplo a ser seguido pelos seus amigos.

Felizmente a maioria da população é a favor da nova lei. O que não pode acontecer agora é ela cair no esquecimento por falta de fiscalização. Daqui a uns dias a imprensa vai parar de dar tanta ênfase ao assunto e as pessoas vão deixar de comentá-lo na roda de amigos. Se os condutores fossem mais responsáveis no trânsito a lei não precisaria ser tão severa e muitas famílias não teriam sido destruídas.

Opinião publicada no site Novo Hamburgo.org

Anúncios

Quem ainda acha que congestionamento de quilômetros só existe em São Paulo está muito enganado. Durante toda quarta e quinta feira (07 e 08/05) a BR116, no sentido São Leopoldo-Porto Alegre, e as pontes 25 de Julho e Henrique Luiz Roessler, localizadas no Centro de São Leopoldo, ficaram trancadas devido à imprudência dos motoristas e da população. A lentidão do tráfego foi causada pela redução da velocidade dos veículos para ver a enchente do Rio dos Sinos.

Eu acompanhei de perto esse caos, pois, ao me dirigir do Centro de Novo Hamburgo a Unisinos, levei duas horas, ao invés de uma, como de costume.

Veja mais informações no meu Blog sobre esse assunto na página Congestionamentos.