Posts com Tag ‘google’

O Google lançou, no final de junho, a distribuição de convites para a sua nova rede social: o Google+. Depois das tentativas frustradas de modernização do Orkut e do lançamento do Google Buzz, Google Wave e Google Mars, o Google+ promete ser melhor que o Facebook – que hoje conta com 750 milhões de usuários. Neste um mês de existência, o Google+ ganhou 18 milhões de usuários, que usam o botão “+1” 2,3bilhões de vezes por dia para compartilhar conteúdo. Esse número já é metade dos itens compartilhados diariamente no Facebook. Se continuar nesse ritmo, serão cerca de 100 milhões de usuários em três meses.

Segundo um levantamento feito pelo Hitwise, que analisou o tráfego ao site do Google+, a maioria dos visitantes  vem de outros sites do Google. Em relação aos usuário, 57% são homens, destes, 38% têm entre 25 e 34 anos. As cidades mais presentes na rede social são dos Estados Unidos: Los Angeles, Nova York e San Francisco. O site TechCrunch explica que, por mais que o Google Plus tenha milhões de usuários cadastrados, apenas uma pequena parcela utiliza realmente a rede social.

O Google+ não deixa de ser uma versão simplificada do Facebook, mas tem vantagens sobre o seu rival. Entre elas, estão a possibilidade de criar círculos de amigos, conversar com até dez pessoas através de um chat em vídeo (Hangout) e a integração facilitada para quem possui celulares com sistema Android. Para ter uma ideia, todos os dias são ativados 550 mil aparelhos com o sistema por dia.

Agora vamos esperar para ver se o Google+ vai pegar. Mas se ele não fizer sucesso, tudo bem, o Google certamente criará outro serviço, e outro, e outro, até chegar ao seu objeto: ser o proprietário do maior site de rede social da internet. Afinal, o que ele mais quer é unificar seu império na internet, que conta o seu buscador, o Gmail, o Google Maps, o YouTube, o Picasa e o Chrome. Se você não gostou de cara do Google+ não tem problema, pois já foi criada outra novidade. Trata-se do Cosmic Panda, uma ferramenta experimental para mudar a interface do YouTube.

Novidades a parte do gigante da internet, a grande questão é que não param de surgir sites de redes sociais, espaços estes que as pessoas precisam informar seus dados, publicar fotos, vídeos, informações, entre tantas outras coisas. Cada vez mais você vê, ao sair de casa, as pessoas chegando numa festa, restaurante, supermercado, não importa o lugar, e dando check-in no Foursquare. Ou tirando uma foto e publicando no Twitpic, no Instagram, no Yfrog. Os jogos do Playstation 3, por exemplo, se jogados online, publicam no perfil do Facebook ou do Twitter os troféus que a pessoa ganha a cada fase que passa.

Assim como o Google, a vida on-line virou uma competição. Algo inusitado aconteceu? Veja quantos irão retirar seus celulares do bolso e publicar a foto e/ou a informação em alguma rede social. Acompanhe a quantidade de amigos que competem por pontuação e prefeituras no Foursquare. Conte quantos minutos irão se passar até alguém comentar seu novo status no Facebook. Só não observe muito, se não alguém vai passar na sua frente.

Artigo publicado no site Nós da Comunicação.

Anúncios

Religiões utilizam os recursos oferecidos pela Web 2.0 para propagar sua mensagem aos fiéis.

Site traz mais de cem opções de redes sociais para enviar orações

Se muitas pessoas deixaram de ir à Igreja com a desculpa da falta de tempo, agora é ela que vem de encontro aos fiéis através da Internet. As diferentes religiões descobriram um mesmo meio para enviar sua mensagem sem que os fiéis precisem sair de casa.

Os sites de buscas comprovam o quanto a fé está ganhando espaço no mundo virtual. Para se ter uma ideia deste crescimento, a palavra religião possui uma média de 450 mil buscas mês no Google, sendo que em novembro foram mais de 673 mil pesquisas feitas sobre esta palavra. Seguido de igrejas 450 mil, e oração 250 mil buscas mês, segundo dados do Google AdWords.

O número de conteúdo relacionados a expressão “oração online” ultrapassa um milhão de páginas. São diversos sites que circulam na rede disponibilizando trechos da bíblia, estudo bíblicos, sermões e, principalmente, pedidos de orações e testemunhos.

A oração repercute nas redes sociais

A Ordem dos Agostinianos Recoletos comemorou o Dia dos Santos, que aconteceu no dia 1º de novembro, com o lançamento de um imonográfico trilíngue sobre a oração para aqueles religiosos que desejam rezar e compartilhar seus comentários sobre a fé nas redes sociais.

Disponibilizado em português, inglês e espanhol, o especial “Unidos pela oração” conta com 42 páginas onde é possível encontrar desde preces vocacionais, até orações para momentos especiais. Segundo informações publicadas no site dos agostinianos, “A Internet se tornou um meio privilegiado para a globalização da fé através da oração. Servindo-se das novas tecnologias, a Ordem acredita ser oportuno compartir sua experiência secular sobre a oração com todos os internautas”.

O site oficial da Ordem foi criado em abril de 2008 e desde então recebe e-mails de vários fiéis solicitando orações para as mais diversas situações ocorridas em suas vidas. Mas o grande diferencial do “Unidos pela oração” é disponibilizar a publicação de orações via Facebook e Twitter. Além disso, o usuário do site pode compartilhar as orações com os seus amigos em outras 150 redes sociais.

Site "Papa para você" aproxima fiéis do Papa através das redes sociais

O Vaticano também não ficou de fora das ferramentas ofertadas pela Web 2.0. Neste ano lançou o site “Papa para você” com o intuito de aproximar Bento XVI dos jovens. O site disponibiliza aplicativos para os fiéis receberem informações pelo Facebook e iPhone em cinco idiomas: inglês, francês, espanhol, italiano e alemão. Outra rede social utilizada pelo Vaticano é o YouTube. Atualmente o canal possui aproximadamente 40 vídeos mostrando a rotina papal e já teve mais de um milhão e meio de visitas.

No Orkut são mais de mil comunidades ligadas ao ato de orar. A maioria dos scraps deixados pelos participantes pedem orações, outros testemunham graças alcançadas. A comunidade mais popular é Eu creio na no poder da oração, que possui mais de 99 mil membros. Diariamente os participantes da comunidade pedem intercessão por suas famílias, pela saúde de parentes e amigos e ajuda nos seus relacionamentos.

Na comunidade “Oração”, do grupo IRUEMC (Irmão Unidos em Cristo), os 11 mil membros se revezam 24 horas por dia para receber pedidos de orações e dar aconselhamentos. Além da rede social, o grupo mantém contato através do MSN e via e-mail.

No Twitter existem 20 perfis brasileiros destinados ao assunto oração. O perfil Amigos de Oração, de Olinda, Pernambuco, possui mais de 300 seguidores e em seus twitts divulga os artigos do seu blog e os pedidos de orações, campanhas, dicas de filmes religiosos e projetos on-line e off-line do grupo de orações.

Vendas e contribuições espontâneas

Mas não é só oração que circula na rede, a Internet também é usada na venda de artigos religiosos. Mais do que sites, as empresas que vendem este tipo de produto estão aprendendo a ganhar espaço na Web através de campanha no AdWords.

Atualmente existem dez links patrocinados no Google relacionados à expressão “artigos religiosos”, dois em “fé”, três em “Jesus” e dois em “Deus” ( um deles inclusive é um site de namoro entre evangélicos do Brasil).

Até doações podem ser feitas on-line. No site www.oracaoonline.com os fiéis que estão dispostos a interceder por outras pessoas podem solicitar sua carteira de Intercessor de Oração. Para isso, devem se cadastrar no site, enviar uma foto e uma oferta acima de R$10,00, que, segundo a descrição de pagamento, é revertida para cobrir despesas com correio, confecção das carteiras e com a manutenção do site.

A cada dia a Internet nos surpreende com a sua forma democrática de ser um espaço para divulgação e discussão sobre todas as religiões. Cabe a nós aprendermos a usufruir dela da melhor maneira possível sem desrespeitar a opinião e as crenças de cada um.

Artigo publicado no site Outrolado.

Novas ferramentas do Google prometem revolucionar a Web

O Google surpreende com a sua capacidade de inovação contínua. Toda semana são divulgadas notícias nos sites de tecnologia falando sobre as suas novidades.

Google tradutor

O Translate, ferramenta de tradução em 51 idiomas do Google, foi incrementado. A grande novidade é o texto traduzido em tempo real. Enquanto está se digitando o texto a ser traduzido, no campo da tradução, ele já vai aparecendo no idioma escolhido. E mais, quando o idioma escolhido é o inglês, é possível ouvir qual é a forma correta da sua pronuncia.

Google Imagens

A busca de imagens no Google como conhecemos hoje está com os dias contados

A busca por imagens no Google vai mudar. Já está em fase experimental o Image Swirl, ou algo como “redemoinho de imagens”, no Google Labs, onde funciona com 200 mil termos de busca. O Image Swirl agrupa imagens semelhantes e as apresentar como um grande grupo.

Todos os agrupamentos são obtidos por cálculos de algoritmos e para encontrar as imagens parecidas, o Swirl usa a tecnologia Similar Images, desenvolvida pelo próprio Google, e também a Picasa Face Recognition.
Mas o Google ainda não está satisfeito com o resultado. Está em teste uma pesquisa mais gráfica que, de acordo com os especialistas, será o futuro dos sites de busca.

Google Wave

Também em fase de testes está o Google Wave. Conhecido como a revolução do e-mail, ou o seu fim, ele está disponível apenas para as pessoas que recebem convite (algo como era com o Orkut no seu início e está sendo agora com a sua nova interface).

A ideia surgiu através da seguinte pergunta: como seria o e-mail se ele fosse criado hoje? Desta resposta surge o Wave, que em um mesmo lugar tudo que existe de melhor nas ferramentas on-line usadas no nosso dia a dia.

Mas o que ele traz de tão diferente? Mostra o que seus amigos estão digitando em tempo real, sem precisar responder após o envio da sua mensagem; ele não é um software e sim um endereço de url; é possível ver o histórico de uma conversa quando se entra em uma discussão já em andamento através do “playback”; funciona via celular; dá para postar em seu blog sem acessar ele, apenas utilizando o Wave; pode ser usado direto pelo Orkut; um grupo de usuários pode discutir, gerar e alterar um conteúdo; a ferramenta de tradução em tempo real também está lá; entre outras coisas.
Outras funcionalidades estão sendo testadas, mas o que impressiona é a revolução que essa ferramenta vai causar (ela já está causando muito burburinhos).

Vamos aguardar os próximos episódios dessas novas ferramentas e do seu Google. Não se surpreenda mais com o que ele possa inventar.