O Google lançou, no final de junho, a distribuição de convites para a sua nova rede social: o Google+. Depois das tentativas frustradas de modernização do Orkut e do lançamento do Google Buzz, Google Wave e Google Mars, o Google+ promete ser melhor que o Facebook – que hoje conta com 750 milhões de usuários. Neste um mês de existência, o Google+ ganhou 18 milhões de usuários, que usam o botão “+1” 2,3bilhões de vezes por dia para compartilhar conteúdo. Esse número já é metade dos itens compartilhados diariamente no Facebook. Se continuar nesse ritmo, serão cerca de 100 milhões de usuários em três meses.

Segundo um levantamento feito pelo Hitwise, que analisou o tráfego ao site do Google+, a maioria dos visitantes  vem de outros sites do Google. Em relação aos usuário, 57% são homens, destes, 38% têm entre 25 e 34 anos. As cidades mais presentes na rede social são dos Estados Unidos: Los Angeles, Nova York e San Francisco. O site TechCrunch explica que, por mais que o Google Plus tenha milhões de usuários cadastrados, apenas uma pequena parcela utiliza realmente a rede social.

O Google+ não deixa de ser uma versão simplificada do Facebook, mas tem vantagens sobre o seu rival. Entre elas, estão a possibilidade de criar círculos de amigos, conversar com até dez pessoas através de um chat em vídeo (Hangout) e a integração facilitada para quem possui celulares com sistema Android. Para ter uma ideia, todos os dias são ativados 550 mil aparelhos com o sistema por dia.

Agora vamos esperar para ver se o Google+ vai pegar. Mas se ele não fizer sucesso, tudo bem, o Google certamente criará outro serviço, e outro, e outro, até chegar ao seu objeto: ser o proprietário do maior site de rede social da internet. Afinal, o que ele mais quer é unificar seu império na internet, que conta o seu buscador, o Gmail, o Google Maps, o YouTube, o Picasa e o Chrome. Se você não gostou de cara do Google+ não tem problema, pois já foi criada outra novidade. Trata-se do Cosmic Panda, uma ferramenta experimental para mudar a interface do YouTube.

Novidades a parte do gigante da internet, a grande questão é que não param de surgir sites de redes sociais, espaços estes que as pessoas precisam informar seus dados, publicar fotos, vídeos, informações, entre tantas outras coisas. Cada vez mais você vê, ao sair de casa, as pessoas chegando numa festa, restaurante, supermercado, não importa o lugar, e dando check-in no Foursquare. Ou tirando uma foto e publicando no Twitpic, no Instagram, no Yfrog. Os jogos do Playstation 3, por exemplo, se jogados online, publicam no perfil do Facebook ou do Twitter os troféus que a pessoa ganha a cada fase que passa.

Assim como o Google, a vida on-line virou uma competição. Algo inusitado aconteceu? Veja quantos irão retirar seus celulares do bolso e publicar a foto e/ou a informação em alguma rede social. Acompanhe a quantidade de amigos que competem por pontuação e prefeituras no Foursquare. Conte quantos minutos irão se passar até alguém comentar seu novo status no Facebook. Só não observe muito, se não alguém vai passar na sua frente.

Artigo publicado no site Nós da Comunicação.

comentários
  1. Infelizmente, esse é um dos problemas da atualidade.

  2. Flávio disse:

    Com o Google + tenho mais redes sociais que amigos!

  3. Manoel Félix disse:

    Mandem convite pra min!!grato desde já

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s