As estrelas da Brás

Publicado: 30/08/2009 em Opinião
Tags:, , , ,
Raquel Correia ajuda padastro na oficina de bicicletas

Raquel Correia ajuda padastro na oficina de bicicletas

Último sábado de agosto. Clima de verão em pleno inverno. Um grupo composto por quarenta alunos de jornalismo da Unisinos, câmeras fotográficas, filmadoras, blocos e canetas. Foi com este cenário que partimos para a Vila Brás, localizada em São Leopoldo.

No caminho, discutimos ideias de pautas, mas, na realidade, não sabíamos se elas conseguiriam ser apuradas. Quinze minutos depois chegamos à avenida principal. Um a um descemos a passos lentos do ônibus e, timidamente, começamos a conhecer a Vila.

Organizamos-nos em trio (Daniela, Juliana e Rodnei) e fomos atrás das histórias escondidas naquelas centenas de casas e comércios.  A primeira entrevista que fizemos foi em uma oficina de bicicletas. Raquel Correia, 10 anos, e seu padastro, Moacir de Almeida, 49 anos, que estavam no local, foram muito receptivos.

Através deste primeiro contato entendi a empolgação do Prof. Demétrio ao falar da Vila Brás. E assim seguiu durante toda a manhã. As três horas que ficamos na Vila foram poucas, pois quanto mais escutávamos os moradores, mais queríamos conhecê-los.

Fê, o brilho da Brás

Fê, o brilho da Brás

Quando estávamos voltando a o ônibus, paramos para conversar com um vendedor ambulante e mais que rápido ele disse “Já me entrevistaram e até tiraram foto. Estou ficando famoso”.  Alguns metros a frente entramos em uma locadora e ouvimos a mesma coisa do atendente “Já é o terceiro grupo da Unisinos que vem aqui hoje. Estou me sentindo uma estrela.”

Este atendente tem razão, ele é mesmo uma estrela, assim como os 14 mil habitantes da Brás, e o Jornal Enfoque o único meio de comunicação que faz estas pessoas se sentirem valorizadas.

As conversas que tivemos nesta manhã com os moradores estão interligadas entre si, pois falam de batalha e esperança de uma vida melhor. Muita esperança. A Fernanda, 2 anos, resume o que vimos na Vila. Mesmo com as dificuldades enfrentadas diariamente estas pessoas têm um brilho único no olhar. O sorriso que irradia na face da Fê é o retrato das estrelas da Brás. É deste brilho que o bom jornalismo é feito.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s