O Neogótico

Publicado: 24/04/2008 em Reportagens

O Neogótico, mais reconhecido pelo revivalismo gótico, iniciou no século XVIII na Inglaterra e pretendia recuperar as formas góticas da Idade Média, indo de contrapartida ao estilo clássico dominante naquele peróiodo. O primeiro edifício neogótico significativo construído na França foi a Basílica de Sainte-Clothilde, em Paris. Iniciada em 1846 pelo arquiteto de origem alemã François-Christian Gau, ela só veio a ser consagrada em 1857. Já na Alemanha, ressurgiu o interesse pela Catedral da Colônia, iniciada em 1248 e que estava inacabada na época. O trabalho reiniciou em 1824 e terminou em 1880, tornando a catedral ápice da arquitetura neogótica e o edifício mais alto do mundo naquela época.

Na América do Norte tornaram-se comuns o emprego de elementos góticos nas casas e pequenas igrejas. A reconstrução do campus da Universidade de Yale e os primeiros prédios do Bostan College, nos Estados Unidos, contribuíram para o estabelecimento da tradição neogótica na arquitetura dos institutos de educação americanos.

No Brasil, o estilo encontrou terreno fértil no reinado de Dom Pedro II. Uma das construções neogóticas brasileira mais antiga é a Catedral de Petrópolis, no Rio de Janeiro. Construída entre 1884 e 1925, ela abriga os túmulos do Imperador e de sua família. A Igreja de Santa Terezinha, em Porto Alegre, construída entre 1924 e 1931, possui um estilo neogótico muito puro e refinado.

Se o estilo neogótico retoma as características da Arte Gótica, torna-se fundamental entendermos o que ele é, como é, por que e onde surgiu.

O SURGIMENTO DO PERÍODO GÓTICO NA IDADE MÉDIA

O período gótico desenvolve-se na Idade Média, iniciando em meados do século XII e estendendo-se até as primeiras décadas do século XIV. Nascido na Île-de-France, as suas primeiras manifestações se deram na arquitetura, sobretudo na construção de catedrais, a exemplo da reconstrução da abadia de Saint-Denis, na França, por volta de 1140, sob a orientação do abade Suger. Com o tempo, o estilo gótico acabou abrangendo diversas formas de manifestações artísticas (pintura, escultura, iluminura, objetos sagrados, tapeçarias, etc.) e foi se espalhando por toda a Europa.

O nascimento da arte gótica está ligado à expansão ocidental e a afirmação do poder real. Entre os séculos XII e XIV ocorrem diversas transformações na Europa, entre elas a ascensão de novas categorias sociais dedicadas ao artesanato e ao comércio, a consolidação do poder do rei nos estados da França e da Inglaterra, o crescimento das cidades, as universidades com focos essenciais de ensino e atividade intelectual. Enfim, foi um período de grande prosperidade econômica.

A Idade Média foi fortemente marcada pelo desenvolvimento da religião, que espalhava crenças e valores as pessoas. No período gótico, o cristianismo já estava bastante difundido na Europa. A igreja, vendo que grande parte dos seus fiéis encontrava-se nas cidades, projeta amplos espaços de culto, as chamadas catedrais. Estas, embaladas pela construção religiosa gótica, são grandiosas, símbolo do poder aquisitivo da burguesia e do Estado.

comentários
  1. Luis Tshiabu disse:

    a materia ate que é interessante, mais caresse de fontes bibliográfica;

  2. Muito interessante sua materia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s